Imprensa

06 jan 2013
Justiça barra o reajuste etário para idosos

Justiça barra o reajuste etário para idosos

Confira dicas para não perder grana em 2013

Gisele Lobato do Agora

A Justiça tem garantido que empresas devolvam o dinheiro de cobranças consideradas indevidas.

Quando os valores são altos, pode valer a pena comprar a briga.

O advogado especializado em financiamento imobiliário Marcelo Tapai diz que os consumidores têm conseguido a devolução da taxa de corretagem e da tarifa Sati (Serviço de Assessoria Técnico-Imobiliária), cobradas na compra do imóvel novo.

A primeira cobre as despesas com corretores e estande, enquanto a segunda paga a análise da documentação.

Clientes de convênios com mais de 60 anos também têm evitado o reajuste por idade.

Segundo o advogado Julius Conforti, a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) permite o aumento para contratos anteriores a 2004, por entender que o Estatuto do Idoso só entrou em vigor depois.

Porém, a Justiça, barra o aumento para qualquer contrato.

Clique aqui e leia a notícia no site do Agora São Paulo