Sistema Unimed não tem condições de absorver clientes da Unimed Rio em caso de quebra da operadora

25 de outubro de 2016

O Sistema Unimed não é, de fato, um sistema. São diversas empresas totalmente independentes umas das outras e que, por conveniência, utilizam a mesma marca e sinais distintivos para induzir o consumidor a pensar que são uma única grande empresa.

A maioria das empresas que trabalham sob a bandeira Unimed vendem apenas planos com cobertura regional. Aquelas que vendem planos nacionais fazem um acordo com as Unimeds que atuam em outras cidades, de forma a permitir que seu cliente faça uso da rede credenciada dessa outra Unimed.

No caso do Rio de Janeiro, quem tem o contrato de convênio com a rede de prestadores na capital do Estado é a Unimed Rio.

Nenhuma outra Unimed tem credenciamento com todos os hospitais conveniados da Unimed Rio na cidade do Rio de Janeiro.

Melhor explicando, existe uma empresa chamada Unimed do Brasil. Ela é uma espécie de representante das empresas que trabalham sob a bandeira da marca Unimed.

No site da Unimed do Brasil (http://www.unimed.coop.br/), a pessoa interessada em se tornar cliente da “Unimed”, visualizará na página eletrônica: “Quero ser cliente da Unimed”. Logo abaixo, há um link com a frase “Como ser cliente?”.

Ao clicar nesse link, será aberta uma nova página e será pedido para informar o Estado e a Cidade em que o consumidor procura pelos serviços.

Ao escolher o Estado e a Cidade do Rio de Janeiro, é disponibilizada as opções abaixo:

– Unimed Rio;
– Unimed Federação do Estado do Rio de Janeiro

Há ainda uma terceira opção, a Central Nacional Unimed, para quem quer contratar um plano empresarial para mais de 300 pessoas e que tenha uma empresa com sede em ao menos 3 Estados.

 

Rede credenciada da Unimed Rio também é utilizada por outras Unimeds.

Há, conforme informado acima, apenas três Unimeds que podem prestar serviços no município do Rio de Janeiro, mas o problema é que a Unimed Federação do Estado do RJ e a Central Nacional Unimed não têm rede credenciada direta com os prestadores de serviço no Rio de Janeiro. Para oferecer o serviço, elas precisam do sistema de intercâmbio com a Unimed Rio.

Dessa forma, se a Unimed Rio quebrar, não existirá mais a rede credenciada dessa operadora e as demais empresas do grupo Unimed que prestam serviços no Rio de Janeiro também não terão rede credenciada para oferecer aos seus atuais clientes.

Para continuar a atender seus clientes no município do Rio de Janeiro e para absorver os clientes da Unimed Rio, essas empresas terão que reconstruir a rede credenciada diretamente com os prestadores de serviços, mas esse processo é lento e depende de negociação com cada um dos hospitais, clínicas e laboratórios que, inclusive, pode recusar o credenciamento.

deixe o seu comentário